11 de mai de 2011

Turismo caiu 10% no Norte de África e Médio Oriente nos dois primeiros meses do ano

11.05.2011 - 14:31 Por Pedro Crisóstomo

O Norte de África e o Médio Oriente foram as únicas regiões turísticas no mundo onde a chegada de turistas não cresceu nos dois primeiros meses do ano, com quebras a rondar os dez por cento, segundo dados divulgados hoje pela Organização Mundial do Turismo (OMT).



 Foto: http://imagens.publico.pt/imagens.aspx/339908?tp=UH&db=IMAGENS&w=350&ts=1305141180,34666
 
Nos primeiros meses do ano, o número de pessoas que chegaram a países estrangeiros fixou-se em 124 milhões, mais cinco por cento do em Janeiro e Fevereiro de 2010. O crescimento percentual deverá manter-se neste valor até ao final do ano, contabilizando já os efeitos que as revoltas árabes no Norte de África e no Médio Oriente, e o terramoto e a crise nuclear no Japão possam ter no turismo mundial.

Em termos globais, os resultados na Europa superaram as estimativas, registando um aumento de seis por cento, graças à retoma económica em alguns países da região e mesmo face ao esperado crescimento nos países mediterrânicos, que absorveram turistas que tinham programado viajar para o Norte de África e o Médio Oriente.

De acordo com a OMT, estas regiões registaram uma descida de nove e de dez por cento, respectivamente. O turismo nestes regiões deve continuar a ressentir-se, mas, calcula Taleb Rifai, o impacto sobre o turismo mundial será pouco significativo e a retoma visível ao longo do ano.

Pelo contrário, na América do Sul e na Ásia do Sul, o turismo internacional avançou 15 por cento, na África Subsariana cresceu 13 por cento e na Europa Central e de Leste, 12 por cento.

Para o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, citado em comunicado da instituição, “estes resultados confirmam que, apesar dos grandes desafios, a recuperação do turismo internacional, muito surpreendente no ano passado, está a consolidar-se”.

As receitas internas com o turismo superaram, em 2010, os 690 mil milhões de euros, o correspondente a um avanço de cinco por cento face a 2009 (considerando já as flutuações cambiais e a inflação) turismo internacional cresceu cinco por cento, totalizando a chegada de pessoas a países estrangeiros em 124 milhões. França e Estados Unidos lideraram a tabela dos mais visitados, seguidos da China, que ultrapassou a Espanha no ranking de 2010.

6 de mai de 2011

Apresentação do Séminario (África: Sudão e Africa do Sul com seus contrastes

 Oi pessoal,
Apartir deste link: http://www.4shared.com/folder/yW-vH1bx/_online.html, vocês poderão baixar a apresentação do nosso trabalho para a disciplina Geografia Regional do Mundo.

Att
Grupo África (UFRN/CERES/ Campus Caicó - Geografia - Licenciatura)
Ps.: Qualquer problema ou sugestão envie-nos um email para continenteafricanoo@gmail.com

4 de mai de 2011

Bruxelas quer rever tratado de Schengen

A Comissão Europeia diz que vai propor modificação dos acordos de Schengen de forma a que os estados-membros possam fechar as suas fronteiras em caso de chegada maçiça de imigrantes. O anúncio, feito esta manhã, vem ao encontro das pretensões de França e Itália, que tinham solicitado esta alteração ao executivo comunitário.

Imagem 1 (Nicolas Sarkozy apresentou, em conjunto com Silvio Berlusconi, a proposta de revisão dos acordos de Schengen)

O pedido da França e da Itália prende-se com a crise aberta com a chegada de imigrantes do norte de África. Só em Lampedusa, provenientes da Tunísia, terão entrado mais de 20 mil imigrantes desde Janeiro, razão pela qual a França decidiu cortar a circulação de comboios com a Itália, a 17 de Abril. Esses imigrantes tinham um visto temporário de permanência que lhes permitia circular no espaço europeu, mas a França não gostou da atitude do Governo de Berlusconi. O comunicado da Comissão fala claramente desta imigração proveniente do norte de África, como sendo a razão para as novas medidas.

"Embora os acontecimentos no sul do Mediterrâneo tragam esperança de uma vida melhor para milhões de pessoas, conduziram também à deslocação de mais de 650.000 pessoas que tiveram de fugir da violência na Líbia", diz o comunicado da Comissão
. "Mais de 25.000 pessoas escolheram procurar uma vida melhor na UE. Alguns Estados‑Membros da UE estão mais directamente expostos a chegadas maciças de migrantes do que outros, mas esta situação não pode ser tratada apenas a nível nacional. Exige a mobilização de todos os Estados-Membros a nível da UE."

Para já, a Comissão propõe vários tipos de medidas, entre os quais a finalização, até 2012, do Sistema Europeu Comum de Asilo; o "reforço do controlo das fronteiras e governação Schengen" para dar resposta à imigração irregular, de forma a garantir que cada Estado-Membro controla efectivamente a sua parte das fronteiras externas da UE; a "partilha das melhores práticas" a nível das abordagens dos Estados-Membros para a integração dos imigrantes legais na UE; e uma "abordagem estratégica" das relações com os países terceiros em questões relacionadas com a migração.

Segundo a Comissão, a comunicação servirá agora de base ao debate no conselho extraordinário convocado para 12 de Maio, a que se seguirá um debate centrado na migração a realizar no Conselho Europeu de 24 de Junho: "Seguidamente serão tomadas iniciativas complementares nas próximas semanas e meses, nomeadamente um pacote 'migração' que deverá ser apresentado ao Colégio para adoção em 24 de Maio." 

Fonte: http://www0.rtp.pt/noticias/?t=Bruxelas-quer-rever-tratado-de-Schengen.rtp&article=438780&visual=3&layout=10&tm=7 

3 de mai de 2011

Belas imagens do continente africano para vocês baixarem e dar um novo UP no seu PC.

Hummm, eu acho que vi um gatinho...
África Modern.
Use e abuse de todo o poder da África nas suas roupas.
No coração africano.

Imagens do Google